segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Cadê meus gigabytes???

Dizem que a perseverança é o preço da vitória. Depois de muita insistência de sua parte, Papai Noel, sensibilizado com a situação do seu PC do começo do século, resolveu lhe presentear com um modelo novinho em folha. Feliz da vida com seu desktop (ou portátil, por que não?) de última geração, com processador de ponta e fartura de memória, você resolve conferir o espaço restante em seu HD após a instalação do sistema e demais programas e dá pela falta de dezenas de gigabytes. O que teria acontecido? A rigor, nada. A questão é que muitos fabricantes de componentes e integradores de computadores, buscando valorizar seus produtos, se aproveitam do fato de estarmos acostumados a pensar em valores segundo o padrão decimal, enquanto o computador opera no sistema binário.
Em vista disso, se um quilobyte corresponde a 1024 bytes; um megabyte, a 1024 quilobytes; um gigabyte, a 1024 megabytes (e assim por diante) e as especificações técnicas do seu aparelho consideram um GB como um bilhão de bytes (quando o valor correto seria 1.073.741.824), clique em iniciar, executar, digite “calc.exe” (sem as aspas), faça as contas para descubrir "onde foi parar" o espaço que lhe falta.
Abraços a todos e até amanhã, se Deus quiser.
Postar um comentário